Sobre: Aprender a Viver o Agora

SOBRE APRENDER A VIVER NO AGORA.jpg

Não sei se vocês já perceberam mas nós temos o péssimo habito de viver no futuro. Não somos aliens. Não viajamos no tempo, mas nossa mente vive no futuro. Vivemos esperando pelo amanhã.  Esperando as coisas melhorarem. Esperando oportunidades chegarem. Esperando o tempo passar pra finalmente sermos felizes. Mas ai eu me pergunto, o que você tem feito hoje pra ter um amanhã melhor?

A felicidade não se encontra no amanhã.  Ela não tá no final. A felicidade tá no caminho. É como aquele clichê; felicidade é só questão de ser. É aproveitar, agradecer todos os pequenos e simples momentos do dia a dia. É ser feliz enquanto você batalha pra manter a felicidade.

Não existe problema nenhum em desejar um emprego melhor. Uma casa maior. Um celular de última geração. Uma viagem que você tanto sonhou. O problema é esquecer do agora. Desvalorizar o que você tem, porque aquilo que você não tem parece muito mais auspicioso.

Você pode e deve batalhar pra conquistar todos os seus objetivos. Mas não esqueça de aproveitar o que você tem hoje. Não esqueça de sorrir daquela piadinha boba. Daquele emprego meia boca e que paga pouco, porque é com ele que você vai aprender e tirar forças pra conquistar aquele mega cargo que você sempre sonhou. Não esqueça de agradecer pela casinha de aluguel porque hoje é ela quem te protege da chuva. Agradeça ao vestido emprestado da sua prima porque sem ele você nem iria ao casamento.

Aproveite todas as oportunidades que a vida te da. Foque no agora e abra os olhos para todas as coisas “médio nível ” que você tem hoje, porque pelo menos você tem. Aproveite os momentos, as pessoas. Porque o tempo passa. E quando você menos espera, a vida já foi.

Sobre: Querido Agosto

Sobre - Querido Agosto

Querido Agosto.

  Mas olha você aqui. Já. Chegou assim tão rápido. Como estão seus outros irmãos? Vi Janeiro a pouco tempo, mas na verdade, faz muito. Você vai embora tão rápido como eles foram? Ou vai fazer uma horinha extra por aqui? Sabe, você tem fama de ser demorão. A maioria das pessoas não gostam muito de você porque você demora pra ir embora. Mas seria isso tão ruim? Seus irmãos mais novos, Setembro, Outubro e Dezembro, são meio anti sociais, ficam pouquinho, gostam de voltar pra casa logo. Você não. Você nos ama. Vem e quer ficar. E sei lá, no fundo isso é bom.

  Olha, tenho algumas expectativas com você, mas não se preocupe, todas elas dependem de mim, e só de mim. Mas é claro que se você quiser dar uma mãozinha eu agradeço bastante! Mas, prometo fazer a maior parte do serviço.

  Seus irmãos mais velhos foram muito bons comigo. Alguns até demais. Só Junho que me irritou um pouco, mas fazer o que, converse com ele depois por favor? Os outros foram bons, mande lembranças. E eu sei que você tá chegando agora, mas assim que chegar em casa, e mandar teu sucessor, peça para ele ser gentil comigo? Prometo ser com você.

  Desculpe pelo o que as pessoas dizem sobre você. Apesar da demora para ir embora, acho você bem pacífico, você trás calmaria e é bem parecido com o mais velho dos 12, Janeiro. Você marca o início de um novo ciclo. Julho é divertido, festeiro, good vibes, e você, digamos que é caída de ficha. O retorno das obrigações, o início de novos projetos. Para viver você estamos com as energias renovadas, e você é bom com quem te valoriza.

  Então, querido Agosto, seja bem vindo. Espero que você ame as lembranças que criarei para você.

 

Sobre: Eu Quero Mudar

Sobre Eu Quero Mudar.jpg
Um dia desses eu parei na frente do espelho, e pelo primeira vez em certo tempo, gostei do que vi. Não, eu nunca tive problemas com minha aparência, muito pelo contrário, sempre fui meio egocêntrica, mas quando eu me vi no espelho, eu mais do um rostinho que eu sempre achei lindo (egocentrismo a mostra ai pra vocês), eu gostei do que eu me tornei. Mas ao mesmo tempo, senti falta de algo. O que seria? O que faltava se eu estava tão satisfeita com o que eu via?

  Em pouco tempo tanta coisa mudou. Tanta coisa aconteceu, que é engraçado parar pra lembrar e refletir sobre os meus pensamentos e sentimentos de 6 meses atrás. Poderia alguém mudar tanto em tão pouco tempo? Ah se pode. Hoje, eu estou feliz com a atual situação das coisas. Sabe quando tudo parece finalmente começar a caminhar para os eixos certos? Fazia tempo que eu não sentia isso. Finalmente posso respirar e dizer; FINALMENTE EHN UNIVERSO!

  Se há tanta felicidade e satisfação dentro de mim, por que estaria eu procurando mudanças? Sabe quando você joga vídeo-game (?) e fica preso numa fase que você acha que nunca vai conseguir passar? Depois de um tempo, muita luta, ajuda, depois de morrer algumas centenas de vezes, talvez até depois de desistir e dar o controle pra alguém, aquela fase foi finalizada. Com ajuda ou não, no controle ou não, ela se foi. Você não está mais nela. E nesse momento, quando você se encontra numa nova tela, num novo mundo, numa nova fase, o controle volta para suas mãos. Era nesse exato momento que eu me sentia entusiasmada para mudar o personagem.

  Mas que tipo de mudança estou falando? Cabelo? Roupas? Talvez começar a usar batom vermelho? Quem sabe? Também!! Toda mudança nessas horas são bem vindas. Mas principalmente, quero dar uma mudada em algumas muitas atitudes, e essa é a parte mais difícil. No vídeo-game sempre cobravam mais moedas pra aumentar a força, velocidade, inteligencia do seu personagem, certo? Então tenho certeza que  vida vai me cobrar alguns esforços para mudar essas muitas coisas. Mas vai valer a pena. Porque essas, não são mudanças por mudanças, são evoluções. E evoluir, é uma das melhores mudanças que existem nesse mundo.

Sobre – Se Afastar Sempre Que For Necessário

IMG_1182  Eu prometi que daria algumas explicações referente ao meu sumiço, e aqui estou eu para cumprir minha promessa. Pra quem não sabe, dia 11 eu completei 22 verões vividos, sim, eu fiz aniversário. Sou daquelas bem supersticiosa, que acredita em todos esses negócios doidos. Na energia das coisas, no trânsito dos planetas, em signo. E pra quem é desligado disso, existe uma coisinha chamada inferno astral. Ele começa exatamente 30 dias antes do seu aniversário, e só termina quando você fica mais velho. Acontece que nesses 30 dias, você fica meio deprê, sem energia, meio bad vibes. E eu estava sim. Loucura total, nem eu estava me aguentando. E pra piorar, peguei uma gripe horrível, e estou me recuperando dela agora, às vezes ainda rola uma tosse aqui, outra ali, mas tô bem.

   Não sou louca, e não estou colocando a culpa no inferno astral, até mesmo porque quem garante que ele existe? Mas eu estava assim, precisando de um tempo, cansada, na correria, com mil coisas na cabeça e precisando recarregar minhas energias. Isso não acontece só nos dias que antecedem seu aniversário. Pode, e é muito provável, que aconteça de novo. E sim, isso é normal. Então não sinta medo de jogar tudo pra alto, e dar uma espairecida. Todo mundo precisa disso, então dê um tempo.

   Eu sou uma pessoa intensa. Se eu estou bem, estou bem demais. Se estou mal, estou demais. Então quando rola esses momentos bad vibes, não consigo fingir que está tudo bem. Sempre que precisar eu vou parar, me afastar, respirar e ter o meu tempo, até que as coisas voltem ao normal, porque o mais importante de tudo, é saber que elas sempre voltam ao normal.

Sobre: Não Ser Forte Todo Dia, E Tudo Bem!

SOBRE - NÃO SER FORTE O TEMPO TODO E TUDO BEM.jpg

  As pessoas têm mania de achar que ser forte é nunca fraquejar. É nunca se abater, nunca se sentir mal. Somos humanos. Temos coração. Sentimentos. E ter momentos de fraqueza simplesmente significa que você se importa. Que você está vivo.

  Acontece que somos humanos, e muitas vezes, chega num determinado momento, que desabamos. A vida não é fácil. Nunca foi e nunca será. Então tudo bem cair. Tudo bem desmoronar. Tudo bem sentar debaixo do chuveiro enquanto a água escorre e você não pensa em cada. Tudo bem chorar até pegar no sono e acordar no dia seguinte com a cara inchada.

  Não tem problema pensar que seus problemas não possuem solução, e que são os maiores do mundo. Nos sentimos completamente sozinhos, esmo sabendo que temos milhares de pessoas que nos amam bem ali para nos ajudar. Mas é que em determinado momento você está realmente sozinho.
  Chega uma hora, que nem seu coração, nem sua mente, nem seus amigos, familiares e todas as pessoas que te amam no mundo são capazes de te ajudar. As decisões são nossas, e muitas vezes não estamos prontos para elas.
  Então chore, grite, sente-se no chuveiro e fique lá por horas, se for necessário. Recarregue suas baterias, e mostre para o mundo, que essa história de ser forte o tempo todo, não existe.