7 Coisas Que Você Passa Com O Retorno da Faculdade

Faculdade é bem diferente de escola. Mas, ao mesmo tempo bem igual. Ao mesmo tempo que você ama o início do semestre, você odeia. Mas não tem jeito, tenho certeza que você já passou por algumas, ou até todas essas situações:

Preparar o Psicológico
7 SITUAÇÕES QUE TODO MUNDO PASSA NO INICIO DO SEMESTRE.gif
Alguns dias antes das aulas voltarem você já começa a se preparar psicologicamente. Depois de um mês inteirinho em casa, é difícil voltar a rotina de acordar mais cedo, ou chegar mais tarde em casa.

Nem Lembra Onde Está seu Material
7 SITUAÇÕES QUE TODO MUNDO PASSA NO INICIO DO SEMESTRE I.gif
Onde eu enfiei meu caderno mesmo? E a carteirinha pra entrar na universidade? Estojo, o que é isso? Será que ainda tenho caneta?

Já Corre pra Conferir a Grade do Semestre
7 SITUAÇÕES QUE TODO MUNDO PASSA NO INICIO DO SEMESTRE II.gif
Laboratório de redação e criação? Cara já amo esse semestre! E o que diabos é Semiótica, cara???? A confusão com o nome de algumas matérias e ansiedade por outras, é inevitável.

Fica Louco Pra conhecer os Novos Professores
7 SITUAÇÕES QUE TODO MUNDO PASSA NO INICIO DO SEMESTRE III.gif
Fica se perguntando quem serão seus novos professores! Será que vai pegar aquele professor super gente boa do primeiro semestre? E reza pra não ter aula com aquele insuportável do semestre anterior.

Fica Ansioso Pra Rever os Amigos
7 SITUAÇÕES QUE TODO MUNDO PASSA NO INICIO DO SEMESTRE IV.gif
Foram 30 dias sem ver a galera. Reencontrá-los é sempre uma delícia ❤

E aí lembra da galerinha insuportável que você odeia
7 SITUAÇÕES QUE TODO MUNDO PASSA NO INICIO DO SEMESTRE V.gif
Eles sempre foram irritantes desse jeito, ou esse semestre pioraram?

Na Segunda Semana Você Já Está Morto
7 SITUAÇÕES QUE TODO MUNDO PASSA NO INICIO DO SEMESTRE VI.gif
As aulas nem começaram de verdade e você já está desejando o final de semestre e as férias de volta!

  É gente, não tem jeito. Todo início de semestre é uma confusão de sentimentos. Mas no fundo, sabemos que precisamos desse sacrifício pra ter um futuro melhor não é mesmo? E no fundo, iniciar um novo semestre na faculdade é sempre uma delícia ❤

3 Atitudes Bobas Que Reascendem A Paixão

  Já perceberam que depois de um certo tempo de namoro, as coisas esfriam? E o casal nem parece um casal de namorado, e sim um casal de amigos? Pois se você começou a namorar agora vai perceber que isso vai acontecer. Primeiramente, isso é normal. Todo relacionamento cai na rotina. Todo relacionamento esfria. Ai vem um dos dois reclamar, as coisas se ajeitam, e depois de um longo tempo, o ciclo recomeça. E cá estou, para dar 3 dicas super simples, mas que podem fazer a paixão do início do relacionamento voltar. Olha só:

Mensagens de texto caprichadas
3 DICAS PARA REASCENDER O AMOR I.gif  Depois de uns anos, as mensagens de bom dia e boa noite, se tornam só bom dia e boa noite. E olhe lá. Nada de durma com os anjinhos, sonhe comigo, dormiu bem, teve pesadelos. Elas se tornam rotineiras e comuns. De vez em quando elas nem aparecem. Então surpreenda. Capricha igual você caprichava no início do namoro. E vale também mandar mensagens fofinhas durante o dia. Como você não faz isso há um tempinho, quando a pessoa receber, o coração dela vai palpitar mais forte ❤

Dê aquele beijão apaixonado
3 DICAS PARA REASCENDER O AMOR.gif  Início de relacionamento é loucura. Você fica sem ar, com os lábios inchados, com a língua dormente de tanto beijo bem dado. Depois de anos, esses beijos se tornam mais raros e os selinhos dominam a terra. Então, dê aquele beijão, em um momento qualquer, de tirar o fôlego, de fazer o coração acelerar insanamente. Faz bem!

Faça pequenas surpresinhas
3 DICAS PARA REASCENDER O AMOR II.gif
No começo do namoro, os dois sempre agradar um ao outro. Então sempre rolam mimos e surpresas. Um chocolatinho inesperado, uma rosa, um prato que a pessoa gosta, um filme que outro odeia o gênero e faz questão de ver só pra agradar o parceiro. Não precisa ser nada escandaloso. Atitudes pequeninas já fazem diferença.

  Relacionamentos são loucos. Existem momentos e momentos. Se você está passando por uma barra de rotina, saiba que isso vai acabar. Mas vai mais rápido se você tomar uma atitude hehe. Agora me conta o que você faz pra reascender a paixão pelo seu namorado ou sua namorada. Quero saber ehn (:

Fotografia: Meus Truques Para Tirar Fotos Clarinhas

   Quem me acompanha lá no instagram sabe que eu amo fotos clarinhas. Sou apaixonada desde sempre por elas, e eu surto com meu feed. Ainda dou umas escorregadas, mas estou conseguindo focar e manter ele organizado. A questão, é que nós, blogueiras iniciantes, que não temos um QG, um quarto todo clean, encontramos algumas dificuldades pra tirar fotos clarinhas. Então, eu com todas as minhas gambiarras (que sempre dão certo), venho aqui compartilhar com vocês minhas dicas pra tirar fotos bem clarinhas e lindas ❤

Iluminação
Clichê, clichê, clichê. Sim, eu sei que vocês já ouviram isso em milhares de lugares, mas chorem. Vão ouvir aqui também. Iluminação na vida é tudo. Não adianta você querer uma foto top das galáxias (alguém ainda fala isso?) e ter uma iluminação péssima! – “Ai Lully, meu quarto não é bem iluminado!!” – Vai pra sala. Abre a janela, arrasta a cama, liga a luz, coloca a luminária ou abajur em cima. Fazendo tudo isso você vai conseguir uma boa iluminação. Caso nada disso funcione, vá pra rua. Leve seu material pra calçada, sacada, quintal e mãos a obra. Lembrando que o melhor horário para as imagens não ficarem com reflexo é antes do meio dia, depois do meio dia e antes das 16h!

Fundo branco
Conheço muitas meninas que não têm parede branca em casa, e aí o que fazer? Além das paredes brancas, eu uso muito alguns paninhos branco, bem simples. Se você não tiver em casa (serve toalha, lençol, fronha e até roupa!) eles não custam muito caro, você consegue comprar em lojas de costura e até em papelaria. Cartolina, papel sulfite, de presente e até o céu nublado também são ótimos fundos.

Elementos claros

1487306898376
Você pode usar sim fundos escuros. A dica é inserir objetos bem clarinhos e deixar pouco fundo aparecer. Combinando com outras fotos clarinhas, fica difícil perceber que o fundo é escuro.

EdiçãoIMG_1259
Controlar brilho, contraste, exposição pode (e vai!) salvar sua vida. Já tirei muita foto que ficou mega escura e arrumei na edição. Sempre uso o PicsArt. Ele dá uma visão muito bacana do resultado, e uso a própria pasta dele no celular pra ver a organização do meu feed. Acho que atualmente ele é o melhor app para celular. Além das edições básicas, ele também realiza diversas montagens legais. Só toma cuidado porque se a qualidade da imagem e a iluminação estiverem muito ruins a edição não vai funcionar sem apagar, borrar e saturar elementos.

E vocês, seguem essa risca de fotos clarinhas, ou se jogam nas cores? Me contem aqui nos comentários quais dicas vocês seguem pra deixar as fotos bem clarinhas ❤

Especial Dia dos Pais: O Que Eu Aprendi Com O Meu Velho?

  Hoje é dia dos pais. E geralmente essa data não é tão animada e não causa aquele alvoroço que o dia das mães causam. O que é errado. Pais são tão importantes quanto as mães. Sou muito grata pelo pai que tenho. Ele é meu herói de verdade. Todos dizem que sou á cara da minha mãe e tenho a personalidade do meu pai. Forte. Birrenta. Reclamona. Teimosa. Difícil de lidar. E se vocês querem saber. Eu só tenho a agradecer.

Com meu pai, aprendi que não tem problema reclamar das coisas. Coloca pra fora. Se não te agrada, não guarde.  Deixe todos saberem. Enganar aos outros é enganar a si mesmo. Graças a ele tenho, modéstia parte, o melhor gosto musical do mundo. Ouço de Raul Seixas, Tim Maia, à Sampa Crew e raça negra. Mesmo que para essa extremidade eu precise estar bêbada, aprendi, graças a ele, apreciar todo tipo de música. Ouvir november rain e não lembrar dele é impossível, assim como ouvir Jorge Aragão me faz lembrar do seu bigode branco!

Com meu pai, aprendi a ter senso de humor. Levar a vida com um sorriso no rosto. O que significa que nem as piores coisas do mundo nos abalam por muito tempo. Damos a volta por cima de tudo e damos risada das nossas próprias burrices. E sim. Isso é incrível.
Aprendi também a valorizar os momentos pequenos. Cada risada conta. Aprendi a me sacrificar pela felicidade de quem amo porque não há nada que nos faça mais feliz do que ver as pessoas que amamos sorrindo. Aprendi a correr atrás dos meus sonhos. A ser realista, me colocar em primeiro lugar sem ser egoísta.

Graças a ele, eu sei que tipo de homem quero pra minha vida. Um que me mime e me ame do jeito que ele faz. E mesmo sabendo que nenhum outro homem irá me amar como ele me ama, sei que encontrei alguém com um amor muito parecido.

  Então, nesse dia dos pais, quero deixar aqui um simples obrigada por todas as coisas que ele me ensinou. Por todos os presentes e sacrifícios que ele já fez e faz por mim. E Claro, obrigada por essa personalidade maravilhosa (somos os melhores!). Feliz dia dos pais.

Te amo meu Leôncio Torrado. ❤

Crônica: O Garoto Da Passarela

Crônica - O GAROTO DA PASSARELA.jpg

  Aquele parecia só mais um dia normal. Sai do trabalho, virei a esquerda e cheguei no ponto onde tomo o ônibus. Em menos de 10 minutos eu já estava sentada. Como o caminho até a faculdade é longo, peguei meu livro e abri na página que eu deixara pela manhã. 189. Todos me perguntam como termino um livro tão rápido. Desde pequena sempre adorei história. Então, devorar livros é uma das coisas mais fáceis do mundo.

  Cerca de 30 minutos depois, cheguei no ponto final. O ônibus desembarca dentro de um terminal, e minha faculdade fica a alguns metros de distância. Como de costume, guardei o livro, desembarquei e fui em direção a saída. Havia algo estranho naquela noite. Já eram mais 18 horas e as luzes da rua estavam apagadas, deixando ela num breu completo. Também não havia movimento. Por ser a saída do terminal, e dar de cara com a avenida principal do centro da cidade, ela costuvama ser a mais movimentada de todas. Mas naquela noite, não havia ninguém.

  Ninguém além de mim. Achei estranho, e por algum motivo bobo aquela rua escura, deserta me apavorou. Não dou do tipo que se apavora com falta de luz e lugares vazioa, essa sensação me deixou completamente desconfortável. Caminhei apressadamente os dois quarteirões que levavam a passarela. Senti um pequeno ataque de pânico se aproximando. Parei na ponta da primeira escada, segurei o corrimão, respirei fundo e comecei a subir. Era só atravessar a passarela e eu estaria na porta da faculdade. Menos de 1 quilômetro e eu estaria salva.

  Antes mesmo de chegar ao topo da passarela, avistei um rapaz. Jovem. Parado no meio da passarela. Apoiado na beira, observando a rua que passava em baixo. O alívio de ver alguém logo sumiu. Assim que pisei no topo, dando adeus as escadas, ele se virou. Seu rosto era pálido como a lua com veias escuras marcando sua pele. Seus olhos eram vermelhos, mas não como nos filmes, onde usam lentes. Não havia pupila, seu globo ocular era um buraco vermelho intenso vivo como sangue humano. Paralisei.

  Mesmo sem expressão ele me lançou um olhar medonho. Cada centímetro do meu corpo sentiu a injeção de mil agulhas perfurando cada poro. Ele sorriu sem mover os lábios. E antes que eu voltasse para trás e tropeçasse nos degraus de volta para a rua, ele pulou. Em menos de um milésimo de segundo ele se virou e pulou. Vi sua jaqueta preta nadando no ar e suas mãos se fecharem no ar. E ele se fora.

  Como algum tipo de instinto insano, corri para a beira. Alguns passos e eu estava ali, no mesmo lugar onde ele estava. Me debrucei esperando ver seu corpo espatifado no chão. E ali estava ele. Parada perfeitamente imóvel olhando para cima. Para mim. A rua voltara a ter luz. Os carros e pessoas voltaram a circular. Mas parecia que ninguém estava se importando com aquele homem branco como gele de olhos sangrentos parado entre os carros em movimento me olhando.

  Olhei para trás e me deparei com um grande número de pedestres me olhando. Outros, apenas atravessando. Quando voltei meu olhar para baixo, ele não estava mais lá. Um senhor se aproximou de mim. Tocou meu braço, e perguntou se tudo estava bem. Balancei a cabeça positivamente e comecei a seguir meu caminho. Desisti da aula e fui para casa. Aquela foi a primeira vez que eu o vi. Mas com certeza não foi a última.